Franquia

Saiba os 6 maiores desafios dos franqueados

By 16 de junho de 2017 No Comments

Abrir um negócio não é tarefa fácil, seja ele uma franquia ou não. Apesar das inúmeras vantagens, também existem os desafios dos franqueados — que devem ser trabalhados para eliminar o risco de comprometer o seu sucesso.

A concorrência dos mercados está cada dia maior, exigindo muita dedicação e preparo para fazer os empreendimentos darem certo. Pensando nisso, listamos, a seguir, 6 desses principais desafios para ajudá-lo a refletir melhor sobre cada um deles.

Então, se você tem uma franquia ou está pensando em abrir alguma, continue a leitura para entender melhor o assunto!

1. Compreender bem o papel de cada parte

Sem dúvidas, um dos benefícios de abrir uma franquia é receber um bom suporte do franqueador, com diversas orientações para tocar o negócio. Como já existe um modelo pronto, basta seguir algumas regras para colocar em prática tais diretrizes.

Acontece que isso pode acabar se tornando um desafio para o franqueado, sobretudo se ele não entender bem, desde o princípio, quais são as suas responsabilidades e quais ficam a cargo do franqueador.

Essa relação deve ser muito esclarecida, para que não haja desgaste e frustrações de expectativas de ambas as partes. Uma das dificuldades mais corriqueiras, por exemplo, é entender que as estratégias normalmente ficam por conta do franqueador — enquanto ao franqueado cabe apenas executá-las no dia a dia.

Em vista disso, o momento de negociação para a abertura da franquia deve ser tratado com muita cautela. Deixar bem claro os compromissos de cada lado evita diversos tipos de conflitos.

2. Ser disciplinado

Dificilmente um empreendimento terá sucesso se toda a sua equipe não tiver comprometimento e disciplina. Essa questão é reforçada nos casos de franquias, já que é preciso compreender muito bem o planejamento para segui-lo de maneira impecável.

Na verdade, esse desafio também está relacionado à vantagem de abrir uma franquia e, com isso, receber uma série de diretrizes prontas. Apesar de você não ter que elaborar todo o plano de um novo negócio, seguir um planejamento existente nem sempre é simples.

Por isso, a disciplina será uma das características mais relevantes nesse processo. É importante preocupar-se em implementar todas as obrigações da melhor maneira possível, para que as expectativas de venda também possam ser cumpridas.

Portanto, tenha certeza de que o sucesso do seu negócio dependerá significativamente do seu envolvimento e da disciplina para entregar ao cliente o padrão de qualidade já conhecido da marca.

3. Tomar decisões importantes

Embora existam diversas facilidades para abrir uma franquia, em qualquer tipo de negócio é comum que o seu dono (ou gestor) tenha que tomar muitas decisões importantes. Mesmo nesse caso, tal responsabilidade não fica apenas com o franqueador.

Todas as rotinas empresariais ou comerciais envolvem tomadas de decisões. É fundamental, portanto, que o seu responsável esteja preparado para isso. Logo, ele deve buscar capacitação para lidar com esses desafios rotineiros.

Cursos em áreas como administração, gestão financeira, qualidade e liderança, entre outros temas, por exemplo, podem contribuir bastante para que o franqueado consiga cuidar de maneira ativa e responsável do seu negócio.

Se houver a necessidade ou o desejo, é possível escolher, ainda, um sócio que auxilie nessa tarefa. Assim, vocês podem dividir um pouco o peso das decisões e aproveitar os conhecimentos de cada um na administração da franquia.

4. Ser um bom gestor de pessoas

Eis uma das maiores dificuldades dos últimos tempos para qualquer gestor. Montar uma equipe, lidar com ela todos os dias e mantê-la sempre motivada e com bom desempenho é uma missão realmente desafiadora.

Na prática, estão envolvidas muitas habilidades, como paciência, compreensão, boa comunicação, entre outras. A começar pela escolha dos funcionários, você já deve ter em mente as qualidades que deseja para, ao longo do tempo, conseguir extraí-las de cada um.

Especialmente ao abrir uma franquia, se você não puder contar com uma equipe motivada e comprometida, certamente será mais difícil seguir os padrões da franqueadora — e isso afeta totalmente os resultados do negócio.

Um dos casos mais comuns nesse contexto é a alta rotatividade de colaboradores. Ela é capaz de dificultar a qualidade do serviço/produto oferecido, ao mesmo tempo em que tende a atrasar sua execução cada vez que um funcionário sai e outro precisa ser treinado.

Então, uma das preocupações do franqueado deve ser montar uma equipe qualificada e criar estratégias para que ela permaneça sempre engajada. Levar em consideração a satisfação do seu funcionário é um dos passos para conseguir retê-lo e evitar uma rotatividade que seja prejudicial.

5. Desenvolver a capacidade de planejamento

Ainda que o modelo do negócio chegue praticamente pronto em suas mãos, existem outros detalhes que exigem planejamento. As regras do franqueador devem ser seguidas, mas cada franquia tem um desempenho e um fluxo de vendas diferente, por exemplo.

Por isso, é imprescindível organizar-se para gerenciar melhor o seu empreendimento. Uma pessoa que não faz essa lição de casa corre o risco de cair em um erro clássico como aquela história do “tem, mas acabou”.

É claro que imprevistos podem acontecer, mas a falta de planejamento deixa o negócio suscetível a falhas como essa, que acabam comprometendo a sua imagem — e, consequentemente, a possibilidade de atrair e fidelizar clientes.

6. Estar sempre presente

Algumas pessoas acreditam que é mais fácil investir em uma franquia porque esse tipo de negócio não exige tanta dedicação ou presença ativa do dono. Afinal de contas, já existe um modelo a ser seguido, não é mesmo?

Mas esse é um grande engano — e muitos especialistas utilizam o velho ditado “é o olho do dono que engorda o gado” para ressaltar a importância de o proprietário acompanhar de perto todo o processo.

Principalmente no início, é crucial não entrar em um modo automático de deixar as coisas funcionarem por si só. É preciso estar presente e orientar, avaliando erros e acertos frequentemente.

Provavelmente, você chegará a um ponto de poder contar com uma equipe confiável, ter um planejamento traçado, saber lidar com os imprevistos etc. Então, talvez seja possível tirar férias e deixar um pouco de lado essa supervisão.

Mas, antes de adquirir essa segurança, não tenha dúvidas de que a sua presença é indispensável para engrenar o negócio. Conheça melhor os seus desafios e crie estratégias para superá-los.

E aí, gostou de ficar por dentro dos 6 maiores desafios dos franqueados? Refletir sobre cada um deles certamente ajudará você a ter mais sucesso! Para continuar acompanhando outras informações, assine a nossa newsletter e fique de olho em nossas dicas!

Leave a Reply